Membros do comando vermelho matam jovem e colocam fogo no corpo

 

Porto Velho, Rondônia – Na manhã desta sexta-feira (10) um crime bárbaro praticado com requintes de crueldade foi registrado por policiais civis da delegacia de homicídios. O suspeito Orenildo R. L. (27) foi preso acusado de matar a facadas, queimar e ocultar o corpo de Jaimisson de Oliveira Alencar (22). O crime teria ocorrido no último feriado de finados (02), em um lago na Estrada do Anel Viário, próximo à Estrada da Penal, zona rural da capital Rondoniense.

A polícia chegou até o suspeito após receber um vídeo gravado no momento da morte da vítima. As imagens foram enviadas para amigos e familiares de Jaimisson. Orenildo foi preso na residência onde mora, no bairro Lagoinha, zona Leste da capital.

Para a polícia, o suspeito contou que a vítima tinha dado ‘sumiço’ – vendido, um revólver calibre 38 pertencente a facção criminosa denominada como Comando Vermelho (CV) a qual vítima e acusados seriam integrantes.

Orenildo informou que no dia do crime convidou a vítima  com o pretexto de cometer um suposto assalto numa propriedade rural juntamente com um comparsa conhecido como ‘Neguinho’. Os três se deslocaram em bicicletas até a região. A vítima foi morta à  beira da estrada, depois levada para dentro da mata e  carbonizada. Em seguida, a dupla colocou pedras ao corpo e jogou em um lago para que afundasse.

Todo o crime foi filmado pelo vulgo Neguinho e as imagens enviadas para outros membros do Comando Vermelho presos na penitenciária Urso Branco e,  também para familiares da vítima. Orenildo confessou ter sido o autor das facadas e o comparsa teria ajudado na ocultação do cadáver. As investigações continuam em busca de prender Neguinho.​​​​​​​